Ouça ao vivo!

29 MAIO 2012
Felguk vê futuro promissor da e-music no Brasil
Autor: Vivian Silva
Fonte: RMC


Os DJs cariocas Felipe Lozinsky, 26 anos, e Gustavo Rozenthal, 30 anos, formam a dupla de música eletrônica Felguk, responsável por remixar o single “Celebration” da cantora Madonna. Além da diva pop, eles já remixaram faixas para David Guetta, Black Eyed Peas entre outros.

Atualmente, eles figuram nos principais line ups do Brasil e do exterior, e este ano, eles também foram uma das atrações do RMC. Neste segundo semestre, Fel e Guk se apresentarão no festival Tomorrowland, um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo, que ocorre na Bélgica anualmente, e também de planejam uma turnê pela Europa neste período.

Em entrevista à RMC, Felguk fala sobre a carreira, turnê, influências musicais e novidades para 2012.

Confira abaixo a entrevista concedida à redação da RMC

RMC - Como vocês se conheceram? Desde quando trabalham juntos?
Guk - Eu trabalhava em uma produtora de áudio, a gente fazia comerciais para TV e rádio, e o Felipe entrou lá pra ser meu estagiário. Começamos a fazer música juntos a partir daí, isso foi em 2007.

RMC - Como começou a ligação de vocês com a música?
Fel - Desde pequenos gostamos bastante de música em geral, nós dois começamos a frequentar clubes e raves um pouco cedo.

RMC - Quais são suas principais influências musicais?
Guk - A gente tem uma influência muito forte do rock, estilo que nós dois sempre gostamos na vida. Isso vai desde Beatles até System Of A Down. Na música eletrônica tem muito de Justice, Wolfang Gartner, Knife Party...

RMC - Qual foi o fato mais marcante na carreira do Felguk?
Fel - Difícil escolher um só, mas acho que ter nossa “2nite” escolhida como música tema do Electric Daisy Carnival, nos EUA, e tocar lá, foi fantástico.

RMC - No 2º semestre deste ano, vocês tocarão no Tomorrowland, um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo, e farão também uma turnê pela Europa. Me contem um pouco sobre essas novidades.
Guk - Este ano, começamos a tocar de maneira mais consistente na Europa. Fizemos uma turnê no Reino Unido no 1º semestre e faremos outra turnê europeia na época do Tomorrowland. É muito bom tocar num lugar onde você sente que é novidade, e ainda por cima tem o “plus” de tocar num dos mais cobiçados festivais do mundo. Sabemos que vai uma galera do Brasil nos prestigiar no festival, além disso, acabamos de fazer uma música em colaboração com o Yves V, que é um cara bem influente no festival, que lançaremos lá.

RMC - Além da turnê e da nova música, há mais alguma novidade para este ano?
Fel - Estamos preparando umas coisas bem legais para 2012 ainda, temos uma track para lançarmos em colaboração com o Infected Mushroom e mais umas prováveis surpresinhas por aí.

RMC - Vocês têm o selo Dongle Records. Como é administrar a carreira artística com a parte “business”?
Guk - Na verdade a Dongle, atualmente, lança apenas as nossas produções, o que torna as coisas não tão complicadas. Estamos estudando as melhores maneiras para começar a lançarmos mais artistas.

RMC - Atualmente, como vocês analisam o cenário da música eletrônica no Brasil?
Fel - Achamos que o Brasil é um país em franca expansão, quando se trata de música eletrônica. Existem vários DJs internacionais que fazem sua carreira praticamente só aqui. Apesar disso, existem países onde a cena é bem mais profissional, como nos Estados Unidos.

RMC - Querem deixar uma mensagem aos fãs?
Guk - Não existem mainstream, underground, música com vocal, instrumental, electro, dubstep ou qualquer outro rótulo. Só existe música.



COMPARTILHE

2016
2015
2014
2013
2012
Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Janeiro
2011
2010
2009
maio/2012
24 Mai 2012 10:27:20
Steve Aoki e Blue Man Group?
18 Mai 2012 12:04:29
O legado de Donna Summer
09 Mai 2012 16:11:18
Live Nation compra a marca Cream
07 Mai 2012 10:28:33
The Prodigy fala sobre novo álbum

Acesse também notícias de:

main
undrgrnd